terça-feira, 31 de agosto de 2010

Ando meio assim...



Boa noite meninas, tenho andado meio estranha ultimamente, apesar de não ser marinheira de primeira viagem isso é normal na gravidez, mas como a  opção pelo parto modoficou pensei que poderia estar estressado por conta do "novo"
Optamos pela cesaria, (tive os outros três normais) e esse pretendo fazer a laqueadura, e pra mim é tudo muito novo, (confesso que estou meio assim...)
E tenho tido mudanças de humor, falta de apetite e muito cansaço, coisas que não tive nas outras gestações nesse período de 31 semanas.
Passando por um blog, me deparei com uma lista de sintomas "normais" que podemos ter...Então resolvi postar tbm, caso alguém tbm passe por aqui e esteja passando pelo o mesmo que eu...
Sintomas, sinais e sensações
Importante: você pode apresentar todos ou somente alguns dos sintomas descritos. Além de alguns sintomas que continuam do mês passado.
Físicos:
Menor movimentação do bebê dentro do utero (devido à falta de espaço);
Aumento da umidade vaginal (leucorreia), de forma mais abundante;
Congestão nasal e sensação de entupimento do ouvido;
Prisão de ventre;
Âzia e dificuldade de digestão;
Câimbras nas pernas;
Aumento do inchaço dos tornozelos e dos pés, e às vezes também das mãos;
Possíveis dores de cabeça, às vezes desmaios e tontura;
Algumas veias varicosas e/ou hemorróidas;
Aumento da dores nas costas e da sensação de peso nas pernas;
Respiração mais fácil quando o bebê se posicionar mais para baixo;
Maior estímulo a urinar, depois que o bebê se posicionar mais para baixo;
Insônia;
Sensação de coceira no abdomen;
Aumento na intensidade das Contrações de Braxton Hicks;
Colostro, que pode gotejar dos seios;
Sensação de incômodo ou adormecimento das nádegas e da pelvis;
Períodos alternados de maior energia ou maior cansaço;
Aumento ou perda do apetite.
Emotivos:
Aumento da ansiedade, excitação e preocupação com relação ao bebê e ao parto;
Períodos maiores de distração e falta de concentração no que se está fazendo;
Um sensação de alívio maior ao pensar de que a gravidez está chegando ao fim;
Impaciência e Inquietação;
Sonhos e fantasias sobre como será o bebê.

Como seu Bebê Cresce dentro de Você
Começa a ficar mais gordinho:
Seu bebê neste último mês de gestação está praticamente pronto para nascer. Seu estomago e rins agora funcionam perfeitamente; seus pulmões estão totalmente desenvolvidos e prontos para respirar; seu intestino já produziu mecônio (substância que será eliminada juntamente com as primeiras fezes); seu corpo adquiriu uma boa camada de gordura, e agora ele já é bem pafudinho.
Descansa bastante para preparar-se para o parto:
A sua pele já não é mais rugosa e fina como antes, e sim macia e delicada, e seus cabelos já são um pouco compridos. Os progressos mais interessantes nesta fase são no desenvolvimento sensorial, e agora ele passa a maior parte do tempo dormindo e descansando, como que se preparando para a hora do nascimento.
Qual é o aspecto do bebê:
Finalmente, é hora de nascer, e seu bebê estará prontinho para chegar ao mundo. Em média, o peso de um bebê no final da gestação é de aproximadamente 3300 gramas, e sua altura pode variar de 48 a 52 cm (dependendo do sexo).
Qual é o aspecto da mamãe:
Com o aproximar-se do final da gestação e com o rebaixamento do utero, você estará sentindo-se melhor, com mais facilidade para respirar, com menor pressão no estômago e com uma sensação de maior liberdade no parte de cima do seu ventre.


Algumas Possíveis Preocupações
Quais Podem ser os Sintomas do Trabalho de Parto:
Na maioria dos filmes, quando é chegada a hora de um parto, parece tudo tão simples e tranquilo, com a gestante comunicando, no meio da noite, ao marido meio adormentado:
"- Meu bem, chegou a hora!!".
Pois é... mas quantas de nós, principalmente as marinheiras de primeira viagem, conseguem reconhecer realmente os sintomas que antecedem o trabalho de parto, ou saber distinguir as verdadeiras contrações se nunca antes as sentiu, ou ainda conseguir perceber se a hora realmente chegou ou é só um alarme falso e com isso conseguir só colocar toda a família em polvorosa??? Ahhh, estas dúvidas e muitas outras são permanentes na cabeça de uma gestante nesta fase da gravidez. O melhor é conhecer bem e informar-se sobre os sintomas iniciais do trabalho de parto, e conversar com seu obstetra sobre o assunto e todos os possíveis sintomas e sinais que poderão ajudá-la nesta hora. Um bom curso de preparação ao parto também será de muito auxílio, para que você e seu marido possam estar prontos e tranquilos para o tão esperado momento do nascimento do seu bebê.
Alguns Sintomas de um Pré-trabalho de Parto: algumas semanas antes do parto, o corpo da gestante passa por algumas transformações em decorrência de estar se preparando para o parto propriamente dito: o bebê se posiciona mais para baixo na pelvis da mãe, o que dá uma maior sensação de compressão no baixo ventre, às vezes acompanhada de uma dor lombar; as contrações de Braxton Hicks se intensificam, tornando-se mais dolorosas e intensas, o que pode deixar a gestante incerta de reconhecer o trabalho de parto que se inicia; perdas vaginais mais abundantes e às vezes com uma coloração mais rosada (sintoma provocado pelo rompimento de algumas veias capilares causado pela descida do bebê se posicionando no utero para o nascimento).
Alguns Sintomas do Trabalho de Parto: as contrações se intensificam, cada vez mais frequentes e mais intensas, e geralmente mais regulares; as dores iniciam-se na parte baixa das costas e se espalham por todo o baixo ventre, às vezes também nas pernas; e se dá o rompimento da bolsa uterina; muitas vezes, é expelido o "tampão" (uma espécie de tampa mucosa e elástica que fecha a abertura do utero contra bactérias e fungos. Obs: às vezes, a perda deste "tampão" pode acontecer dias antes do trabalho de parto iniciar realmente); lembre-se sempre que em caso de dúvidas e incertezas, seu obstetra está a disposição, e você deve ter a mão todos os números de telefone para localizá-lo.

3 comentários:

Bárbara Rezende disse...

Oi querida... Que pena que esteja se sentindo angustiada, mas o novo realmente assuta!!!

Meus dois filhos foram de cesariana, não por opção eu os queria de parto normal, a primeira tive dilatação, sofri com as contrações mas no final foi cesária e fiquei super frustada!!!
Meu caçula também senti tudo novamente mas ele não encaixou e lá fui eu para a cesária de novo.. eu não fiz a laqueadura e eu e meu marido decidimos não ter mais filhos... ele fará ano que vem vasectomia...

bjksssssssssssss

Débora Fouraux disse...

Oi Crisss! Melhoras para você! Fé que tudo vai bem! xD Beijoss

Coração em Retalhos disse...

Oi Cris, é assim mesmo quando vai ficando mais proximo, acho q importante mesmo é manter a tranquilidade, e pra isso há as preces nosso melhor remedio. Alimentação leve tbm, Tenho dois filhos e tanto no primeiro como no segundo parto sempre estive tranquila e confiante, acho q assim podemos perceber o momento certo. Te desejo muita paz, pensamentos positivos e um parto super tranquilo. Sempre com Jesus. Bjs